terça-feira, 11 de março de 2008

Sonhos :-)

É isso mesmo que vou fazer. Vou sonhar! Tentar ter bons sonhos (bons, não doces, porque engorda!!). Estou completamente K.O. e amanhã é outro dia e convém estar acordada.

sexta-feira, 7 de março de 2008

Imagina


Imagina
Imagina que num único movimento as asas se soltam
e com um ligeiro impulso avanço sobre o vazio
Imagina que perco o receio de saltar e partir
e com um aceno me despeço de tudo o que fica
Imagina
Imagina como seria o vento a bafejar-me a alma
e um profundo e incauto sentir, de ti me roubassem
Imagina
Imagina não mais me ouvir
não mais sentir a vibração, a energia que te abraça
Imagina
Que fica o amor
que por ti senti
que para ti vivi.
Imagina!
E por ti parti...
Obrigada!


De uma excelente escritora, ainda pouco conhecida, mas que eu admiro muito!! Obrigada

quinta-feira, 6 de março de 2008

A melhor carta de Amor!




Eu fui notícia!!!! :-)

Na empresa onde trabalho temos um Jornal interno e imaginem quem foi entrevistado desta vez??? Eu mesma... Roam-se de inveja daqui da celebridade e leiam... Não é para me gabar mas está lindo!!!


NOTÍCIAS DOS RECURSOS HUMANOS
Férias, Seguros Médicos, Planos de Compensação, Faltas, Segurança Social, Formação Interna...; do que mais nos podemos lembrar quando pensamos em Recursos Humanos?
Saibam aqui porque nos surpreende sempre falar com a Isabel.


Isabel: uma caixinha de surpresas
Fomos conhecer a Isabel. Saber mais sobre o seu percurso profissional, as suas motivações, os seus gostos e interesses. Falar com a Isabel é uma surpresa constante: encontrámos alguém que, a par da alegria que sente pelo que faz no dia-a-dia, tem a família em 1º lugar e se preocupa, acima de tudo, com o bem-estar dos outros: dos colegas, da família e dos amigos.
A Isabel entrou para a companhia em 1997 para dar apoio à area comercial onde se manteve 2 a 3 anos; depois da licença de maternidade foi convidada para ir para o Departamento de Recursos Humanos onde se mantém até hoje.
Considera que o “seu” departamento é “um dos mais importantes de uma empresa apesar de não estar na linha da frente. Quanto menos visível, melhor!”.
Para a Isabel, é importante procurar inovar sempre, trabalhar para e com todos, manter-se actualizada e a par das tendências do mercado: “A Empresa preocupa-se cada vez mais com o conforto das pessoas; exemplo disso é o trabalho que tem sido desenvolvido nos últimos anos como o Inquérito de Satisfação Anual, as Avaliações de Desempenho, as melhorias nos Benefícios concedidos”.
A Isabel é um exemplo para todos os que (ainda) acreditam que o sonho comanda a vida. Depois de ter tido o Ricardo (único filho, agora com 8 anos), queria tirar um curso mas viu o seu objectivo pessoal e profissional adiado sem termo certo. Actualmente a meio da licenciatura em Recursos Humanos, sente uma “enorme satisfação” por ter conseguido realizar este sonho. “Queria mesmo tirar uma licenciatura, provavelmente se a tivesse tirado mais nova não teria ido para Recursos Humanos, mas agora é mesmo isto que eu quero”.
A par da vida profissional e universitária a Isabel dedica-se à família. “Passamos bastante tempo os 3 juntos, divertimo-nos sempre muito, fazemos grandes caminhadas e não precisamos de muito para sermos felizes”.
Gosta muito de escrever e de ler e os trabalhos manuais são o seu forte: puzzles, convites personalizados e cozinhar, se bem que com ajudante: “a minha Bimby também é uma ajuda”.

Os machos perfeitos!!!



Recebi um mail que alguém intitulou de “Os machos perfeitos” – são dois artistas (machos) a exibir os seus dotes e habilidades físicas (não consigo partilhar o filme, mas podem ver no youtube - strengthinpoland). Realmente são fantásticos, e imagino as horas de treino que tiveram. Mas o que mais me impressionou foi a falta de sentimento que reflectem no rosto, o esforço que fazem para não demonstrar qualquer emoção. Tentam não deixar transparecer nada, simplesmente nada, nem dor, sofrimento, tristeza, alegria, orgulho, nada, absolutamente nada! Acho que o título surgiu exactamente por isso, não pelos dotes físicos, mas sim pela indiferença ao exterior que o rosto reflecte. Aliás, penso que devem ter sido necessárias mais horas de treino para a atitude do que pelo esforço físico.
Isso sim, será ser perfeito! Não demonstrar o que vai na alma, viver uma vida completamente asséptica, mostrar distancia no olhar, não deixar transparecer sentimentos. Será talvez o melhor escudo que o tempo faz desenvolver.
Isso sim, será ser perfeito! Criar uma barreira ao sentimento de tal forma que ninguém saberá o que pensamos, o que queremos, o que sentimos e sobretudo, e talvez o mais importante, o que somos!!
Talvez este seja mesmo um processo de mutação pelo qual temos de atravessar, até porque provavelmente a vida nos encaminhará nesse sentido.
Estará nas nossas mãos decidir se queremos ser os tais “seres perfeitos”, completamente racionais, ou se queremos continuar a ser seres emocionais, irracionais por vezes, fazendo de vez em quando verdadeiros loopings na montanha russa das emoções.
Não nos esqueçamos que a nossa escolha, será o legado que deixaremos aos nossos descendentes.
E assim se vão moldando personalidades e emoções!

quarta-feira, 5 de março de 2008

Bonnie Tyler - I Need A Hero



Onde estão todos os homens bons?
E onde estão todos os deuses?
Onde está o Hércules das ruas
para enfrentar os obstáculos a frente?

Não há um cavaleiro de branco sobre um um cavalo de fogo?
à noite eu me remexo e sonho
com o que eu preciso.

Preciso de um herói
Espero por um herói até o fim da noite
Ele tem que ser forte
ele tem que ter acabado de sair da luta
eu preciso de um herói
Espero por um herói até a luz do da manhã
ele tem que ter certeza
e ele tem que vir logo
e ele tem que ser maior que a vida

em algum lugar após a meia-noite
em minha fantasia mais louca
em algum lugar longe do meu alcance
Existe alguém que busca por mim também
correndo pelo trovão e erquendo-se com o calor
será preciso um Super-homem para me conquistar

Lá no alto onde as montanhas encontram os céus
lá onte o trovão divide o mar
eu juraria que existe alguém em algum lugar
me observando
Através do vento e do frio e da chuva
e da tempestade e da inundação
eu sinto que ele se aproxima
como fogo em meu sangue

domingo, 2 de março de 2008